sexta-feira, 8 de abril de 2011

A carta de um casto, de um virgem, de um puro

"Cheguei a tal nível de amor que sexo para mim só tem finalidade procriativa" (Frase tirada de um jornal espírita) -------------------------- A Carta do santo: O santo após seu glorioso martírio:
Uma infiel cuja filha foi vitimada pela santa ira do santo:

O malvado que baleou o santo:

----------------------------------------------------

("Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem usar luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adultero poderá ter contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue, nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem sem sua permissão, os que cuidarem de meu sepultamento deverão retirar toda a minha vestimenta, me banhar, me secar e me envolver totalmente em um lençol branço que está nesse prédio, em uma bolsa que deixei na primeira sala do primeiro andar, após me envolverem nesse lençol poderão me colocar em meu caixão. Se possível, quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme, minha mãe se chama Dicéa Menezes de Oliveira e esta sepultada no cemitério Murundu. Preciso da visita de um fiel seguidor de Deus em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante de minha sepultura pedindo o perdão de Deus pelo o que eu fiz rogando para que na sua vinda Jesus me desperte do sono da morte para a vida eterna.")

----------------------------------------------------

O "santo" que deixou esta carta no local do seu martírio chamava-se Wellington Menezes. Como todo "santo cristão", ele vivia acima dos "grosseiros prazeres da carne".

Armado com dois revolveres, matou e feriu dezenas de crianças numa escola do Rio de Janeiro, o que é perfeitamente natural, pois os santos homens das religiões nunca se permitiram o prazer sexual (excessão feita apenas à pedofilia), mas sempre tiveram poder suficiente para torturar e matar, física e psicologicamente os "infieis".

São virgens com as mãos meladas de sangue!
Podemos notar que por trás deste horror ao sexo se esconde um ódio ao semelhante (e não pureza de alma).

De acordo com a sacrossanta Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo, todo aquele que fizer sexo antes do casamento terá por destino o inferno (revérte-se no entanto este processo condenatório se o infiel se decidir pela compra da salvação na igreja de seu pai)

É natural entre os cristãos a crença numa superioridade espiritual de quem não possui apetite sexual; portanto, torna-se natural a substituição do prazer sexual pela exacerbação do ego, sentindo-se superior aos "ímpios", os "não salvos", e/ou detentor de alguma missão diretamente enviada por Deus para o fiel.

(Vejam que a frase do início - "Cheguei a tal nível de amor..." é uma grande bobagem.)

Sendo o Cristianismo, como nós o conhecemos, um pingo do evangelho de Jesus misturado ao oceano da ignorância humana, é natural que ele, o cristianismo, se transforme num tabuleiro de feira, onde se vende a preço de ouro uma salvação com validade vencida.

4 comentários:

  1. Continuo pasmado com a atitude desalmada e covarde desse 'santo' que deixou de explicar o por quê de tal desfecho trágico e sua utilidade no Reino dos Céus, levando-se em consideração que a Palavra de Deus nos ordena NÃO MATAR. E a ação demoníaca o 'santo' a fez às crianças, criaturas que Cristo amava com carinho especial quando proferiu: "Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas. Em verdade vos declaro: quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará." (Lucas 18,15-17)

    ResponderExcluir
  2. Bem, me parece que o virgem se esqueceu desta passagem de Lucas. Agora é tarde!
    Mas é notável que muitos que se dizem seguidores de textos sagrados são seres que odeiam a humanidade - são virgens com as mãos meladas de sangue.
    Notável que por trás deste horror ao sexo se esconde um ódio ao semelhante (e não pureza de alma).
    Veja também que a frase do início ("Cheguei a tal nivel de amor...")é uma grande bobagem.

    Obrigada por apreciar minha postagem !

    ResponderExcluir
  3. Claudinha, essa gente é doente. Se esconde atrás do fanatismo religioso para destilar seus ódios e frustrações. E pior, são manipulados por uma carrada de "pastores" irresponsáveis, inconsequentes, incompetentes e inescrupulosos, cujas frustrações pessoais são ainda mais agravadas. Esses animais vão destruir tudo o que houver à volta deles, são insanos. O mais triste é que são cada vez mais poderosos.

    ResponderExcluir
  4. O mais triste é que são cada vez mais poderosos.

    ResponderExcluir