domingo, 18 de abril de 2010

A amiga, a mante


Meu poema "Uma tarde com a amiga" transformado em video no youtube.

http://www.youtube.com/watch?v=BJ11sjIP6vI

quinta-feira, 15 de abril de 2010

UMA TARDE COM A AMIGA.



Desci aos porões dos meus desejos.
Uma carícia maliciosa e rolamos na cama.
Abri sua blusa, rasquei minha calcinha
Lá fora uma tarde fria - aqui dentro, nossa chama.
Você foi minha!
Onde estavam nossos homens?
Estávamos sozinhas!

Mordi seus lábios
Suguei seus seios
Beijei todo seu corpo
Mulher e amiga - olhar cúmplice.
Sedutora e cínica - um beijo quente,
Quente e molhado como nunca antes.
Mulher de apenas um homem e várias amigas.
Amigas não, amantes!

Voltaremos a rolar de novo na cama.
Quando nossos homens não estiverem por perto.
O toque, o abraço, o beijo quente,
O carinho malicioso, o desejo latente,
Não importando se errado ou se certo.

...e um fim de tarde juntas,
Debaixo do chuveiro, a água fria;
Sobre os corpos, o sexo ardente.
Depois, diante dos maridos, o sorriso confidente;
Tímido, acanhado, mas patente
Que nâo esconde nossa especial amizade fora de padrões:

O inconfessável desejo oculto em nossos porões.