segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

REFLEXÕES ESPÍRITAS SOBRE A SEXUALIDADE

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará"
(È engraçado como essa frase dos evangelhos se presta a tantos e diferente interesses.)



Poucos anos atrás houve uma seita nos Estados Unidos onde um grupo de pessoas se diziam extra-terrestres.
Como eram alienígenas, se consideravam purinhos e superiores.
E como eram purinhos e superiores não podiam ter genitálias.
Os homens do grupo se castraram - literalmente. Sexo, nem pensar!!!!
Estavam esperando um disco voador que iria resgatá-los desse mundo de lascívias e luxúria.
...e o danado do disco voador demorou, demorou, demorou... e não veio!!!!!!!
Resultado: suicídio coletivo!!!!!!!!
Agora no Movimento Espírta Brasileiro se fala muito em sexo apenas para procriação.
Seres evoluídos supostamente não possuem apetite sexual.
Exemplo: Ghandi, o famoso hindu, chegou ao nível de poucos: nem pensava no ato (Tá doido? se pensar dá vontade).
Assim devemos trocar o ato sexual por:
- Socorro ao próximo.
- Arte superior (Concepção de superioridade na arte é coisa bem subjetiva)
- Afetividade
- Amor sem fronteiras
...e outras justificativas injustificáveis.

Socorrer o próximo, fazer arte, sentir afetividade, amar a humanidade não impede que o ser humano tenha um pouco de prazer sexual com um parceiro no mínimo uma vez por semana.
Ah, quanta hipocrisia!!!!
Vamos esperar um disco voador com as genitálias cortadas, é provável que ele ainda venha!
Mas usar de falácias para colocar falsas concepções no Espiritismo é transformá-lo em seita de alienados.
...e fazemos sexo "...muito próximo da forma com que os próprios animais o executam" segundo um hábil escritor. Às vezes é igualzinho, e daí? somos animais bípedes!
O corpo humano é uma obra de arte magnífica, e é gostoso tocar o outro e ser tocada. A cópula, acompanhada de muito carinho é insubstituível.
Só o orgulho, a presunção e a falsa superioridade são capazes de substituí-la.


http://www.scribd.com/doc/7213002/Reflexoes-Espiritas-Sobre-a-Sexualidade

8 comentários:

  1. Nunca consegui entender esse sentimento de castidade que acompanha as religiões. É mais que hipocrisia, é uma negação da vida, pois sem sexo não há vida. Baseado nisso eles arranjam uma desculpa para liberar o sexo " Só para procriação". Chega a ser ridículo.
    Mas tudo bem. Algum dia vão fundamentar uma religião baseada no sexo e no prazer sexual. Quando isso acontecer certamente me tornarei um religioso praticante. Beijão pra tu.

    ResponderExcluir
  2. E se disser que eles estão esrrados, você vai levar nome de "espírito inferior".
    O Espiritismo não tem sacerdotes, padres e freiras, então porque essa frescura?
    ...é uma tentativa de adaptação daqueles que na verdade nunca deixaram de ser católicos.
    Mas precisamos dar desculpas nem satisfações - fazemos porque gostamos e pronto!
    Enquanto não vier e senectude...
    ...e após a morte teremos o corpo perispiritual (astral).
    Abandonem a crueldade, o orgulho envenenado, o egoismo, a violência!

    ResponderExcluir
  3. Corrigindo a sétima frase: "Mas NÃO precisamos dar desculpas nem satisfações - fazemos porque gostamos e pronto!"

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho uma conta no youtube:

    www.youtube.com/user/bitch21witch

    ResponderExcluir
  5. Bom... O.O Acho que esse pensamento de "Caraca, como esse frade não pensa em sexo, modeus?" não tem um fundo de verdade tão superficial assim para ser assimilado simplesmente pelas nossas idéias de seres individuais 'sexualmente ativos'. Bem... À grosso modo, o nível de compreensão de mundo de Gandhi, ou quem quer que seja, talvez tenha alcançado um patamar onde o sexo tenha se tornado algo meio... Sei lá... Sem importância. Tipo, quando somos crianças, ficamos com raiva daquele primo escroto, que quebrou nosso brinquedo. A gente chora por conta disso, quando criança. Hoje em dia, isso não aconteceria, porque a nossa concepção das razões que nos levam a chorar mudaram... O nosso erro é achar que essa atitude das crianças é uma atitude boba. Não é não! Nós que, como adultos, estamos num outro nível de compreensão (e ainda sim não quer dizer que esses níveis sejam gradativos. os níveis de entendimento não vão subindo, a nossa idade sim, eles acompanham). Putz, já me perdi aqui... Quero dizer, quem somos nós para julgar as idéias dos outros? Não temos maturidade nem mesmo pra julgar nossos amigos próximos... Os sentimentos que nos levam a tomar certas atitudes mediante nossa evolução espiritual são muito íntimos e individuais... Pelo menos eu penso assim. Quem quiser contra-argumentar (e me fazer entender toda essa parafernália que eu mesmo escrevi), fique à vontade. u.u

    ResponderExcluir
  6. Entendi, quer dizer, acho que entendi...
    ...quer dizer: acho que dá para entender (??)
    Você poderia repetir?

    ResponderExcluir
  7. Tudo que é levado ao exagero faz mal, sou religioso mas só até a página 2 e me sinto bem com isso.
    Se duas pessoas querem faaer sexo, e fazem gostoso, não vejo mal algum nisso. Entre quatro paredes tudo é permitido e nenhuma autoridade religiosa tem que me dar sermão pelo prazer que sinto

    ResponderExcluir
  8. Prezada Cláudia.
    Há alguns anos atrás psicografei um livro intitulado "Reflexões Espíritas sobre a Sexualidade", que foi divulgado em alguns sites e blogs.
    Todavia, recentemente, foi-me ditado um outro, que acredito seja um complemento daquele, com o título de "A Energia Vital Sublime sob a Ótica Espiritual".
    Acredito que vale a pena ler os dois, pois eu mesmo muito aprendi com eles.
    Na verdade, o médium não ensina, mas aprende com suas psicografias.
    Lembro-me de Divaldo Franco dizendo que Joanna de Ângelis ensina-o através dos livros que dita por intermédio dele.
    Muita paz e felicidade para você e seus leitores.
    Luiz Guilherme Marques

    ResponderExcluir